"Você é o que você come..."

"Você é o que você come..."

domingo, 30 de maio de 2010



E aqui você encontra!!!!
Tenham um excelente domingo, e uma semana cheia das bênçãos de Deus!!!!
E não esqueçam: Viver bem, é viver com Saúde!
Beijos a todos, Ana Kelly!
-

• AZEITONAS •



Previne câimbras e combate o colesterol
-

Quando falamos em azeitonas, logo se pensa em saladas, pizza ou aperitivo, não é?
Mas esse fruto é muito mais do que tudo isso sabia? Ele combate o colesterol ruim, faz bem ao coração e também é uma boa opção em uma dieta.

Verde ou preta, não importa! Ela caiu de vez no gosto dos brasileiros!
Mas, será que há diferenças entre as duas quanto ao valor nutritivo?
Segundo a Nutricionista Elaine Cristina, se formos pensar  na composição nutricional, na quantidade de gorduras ou de vitaminas, não há diferenças consideráveis.
A azeitona contém vitaminas A, E e algumas do complexo B. Ela é rica em gordura, cerca de 25% de sua composição, porém essa gordura é insaturada, ou seja, uma gordura boa,q eu ajuda na redução do colesterol ruim (LDL-C). Além disso, ela é rica em potássio, que ajuda na prevenção de câimbras, faz bem aos ossos e dentes e até para o coração.
Porém, co consumo não está liberado para todo mundo. O hipertenso, por exemplo, deve evitar o consumo da azeitona,  entretanto, se ele quiser consumi-la em alguma ocasião, deve lavá-la umas três vezes de preferência em água quente para poder retirar um pouco do sal.
• E para quem está de dieta, a azeitona é uma vilã?
Quem está de dieta pode sim comer azeitona. Cada unidade contém cerca de 4-5 Kcal, mas isso para as que são conservadas em água e sal. As que são conservadas em óleo engordam mais, pois absorvem mais gordura.
Porém, devemos sempre lembrar que tudo demais faz mal! Por isso comam azeitonas sim, mas com moderação e bom senso!!! 
Fonte: R7
-
Segue abaixo, uma deliciosa receita que contém tanto azeitonas quanto o azeite!!!!! Deliciem-se e comam com moderação!! :)
_____________
Quiche de Frango
 

INGREDIENTES PARA O RECHEIO:

-2 colheres (sopa) de azeite
-1 dente de alho picado
-½ cebola ralada
-½ kg de peito de frango cozido e desfiado
-1 tomate picado
-½ xícara (chá) de molho de tomate
-1 tablete de caldo de galinha
-½ xícara (chá) azeitona picada
-cheiro-verde à gosto
-2 colheres (sopa) de farinha de trigo
INGREDIENTES PARA A MASSA:

-2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
-½ xícara (chá) de manteiga
-1 xícara (chá) de creme de leite (integral ou light)
-1 ovo inteiro
-1 colher (chá) de sal
-1 colher (chá) de fermento em pó


DEMAIS INGREDIENTES:


-1 xícara (chá) de requeijão (integral ou light)



RECHEIO: 

Numa frigideira aqueça o azeite doure o alho e a cebola. Junte o frango e deixe dourar. Adicione os tomates e o molho de tomate Coloque o caldo de galinha, a azeitona e o cheiro-verde. Misture bem e se ficar muito úmido adicione a farinha de trigo.
Deixe cozinhar. Reserve
Massa: Numa tigela coloque farinha de trigo faça um buraco no meio (com o auxilio de uma espátula) adicione a manteiga, o creme de leite e os ovos, misture bem. Junte o sal e o fermento misture até ficar uma massa homogênea. 

MONTAGEM:

Numa superfície lisa e enfarinhada abra a massa com o auxilio de um rolo.
Transfira a massa para uma fôrma ou refratário (essa massa não necessita untar nem enfarinhar) cobrindo as laterais.
Coloque o recheio reservado por cima da massa e com uma bisnaga decore a quiche com o requeijão . Leve ao forno 180° C por 35 minutos.
 Fonte: Hoje em Dia - Receitas do Chef  Edu Guedes

sábado, 29 de maio de 2010

Curta as festas juninas sem culpa!!!

O segredo é controlar o consumo, não exagerar nas porções e dançar um pouco para gastar as calorias.

Comemorar o mês de junho é um costume antigo em várias regiões do mundo. De origem européia, elas fazem parte de uma antiga tradição pagã que celebra o slstício de verão, que ocorre entre os dias 20 e 21 de junho. No solstício de verão, o sol atinge seu ponto mais alto no céu, caracterizando o dia mais longo do ano.

No Brasil as festas juninas tiveram grande influência religiosa das festas em homenagem aos santos portugueses, principalmente Santo Antônio, São João e São Pedro. No Nordeste, as comemorações impulsionam o turismo e a economia da região.

Bandeirinhas, quadrilha, fogueira, fogos de artifício, roupas divertidas e muita música. Todo esse clima encanta, mas, sem sombra de dúvida o ponto alto da festa junina são as famosas comidas típicas.

Canjica, pamonha, arroz-doce, milho-verde, pé de moleque, pipoca, batata doce, bolo de milho... E que resiste a uma paçoca?? Humm....

Apesar de extremamente saborasas, todas essas guloseimas possuem elevado valor calórico. Ainda bem que, apesar do excesso de calorias, os ingredientes principais dessas receitas são ricos em nutrientes.


Amendoim:

É o segundo maior alimento produzido no mundo e apesar de ser classificado como um tipo de noz, é considerado uma leguminosa rica em vitamina C, potássio, magnésio, ferro, cálcio, zinco e fibras. No entanto, 100 gramas deste nutritivo alimento possui nada menos que 500 kcal!! Portanto manere na quantidade se não quizer engoradar!!


Milho:

Canjica, fubá, pipoca são alguns de seus derivados. É um dos alimentos mais utilizados no Brasil destacando-se por elevado teor de vitamina A, C, folato, B1 (tiamina), potássio, ferro e fibras. Em todas as regiões do Brasil há, pelo menos um prato típico preparado com ele.


Batata doce:

É uma excelente fonte de vitamina A na forma de betacaroteno. Apesar de seu gosto adocicado, esse tipo de batata apresenta quase a mesma quantidade de amido que as demais.


Arroz Doce:

Destaca-se por seu elevado poder energético.





Mais e o excesso de calorias? Como fica?

A dica da nutricionista Maria Fernanda Elias Llanos para garantir a diversão sem ganhar aqueles indesejáveis quilinhos extras, é controlar o consumo e as porções. Ou seja, você até pode se render a um bolo de milho quentinho, contanto que não exagere.

Segundo a nutricionista, a porção ideal para uma pessoa que não quer extrapolar, varia de acordo com sexo, idade e intensidade de atividades físicas, que a pessoa desempenha. Com tantas variantes, o conselho acaba sendo um só para todos: usar o bom senso e não deixar a gula dominar.

Os produtos light, com menos teores de açúcares e gorduras, também sõa uma boa opção para receitas menos calóricas. E se você achar que exagerou um poquinho, aqui vai outra dica: dance! A dança é uma atividade aeróbica e ajuda a queimar muitas calorias.





Fonte: Nestlé; RG nutri


Drª Amanda Turazzi
CRN 7877/P

* Você já ouviu falar em GORDOREXIA?*


Pois, é! Gordorexia!
Ocorre quando obesos “pensam” que são magros e com isso, colocam sua saúde em risco!!!
Distúrbio chamado gordorexia negligencia o problema e deve ser tratado também com psiquiatra!
A obesidade é considerada um sério distúrbio causado por vários fatores,  genéticos ou ambientais. Segundo o Ministério da Saúde, no ano passado pelo menos 14% da população brasileira foi considerada obesa.

Aliado a este problema, psiquiatras têm percebido a ocorrência de um outro distúrbio, desta vez de origem comportamental, em que pessoas obesas se veem mais magras do que realmente são e não percebem que o sobrepeso arrisca sua saúde. Diante disso, se sentem a vontade para comer sem restrições, ganhando cada vez mais peso e ficando, portanto, ainda mais doentes. O nome disso é gordorexia
De acordo com a psicóloga Patrícia Spada, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o distúrbio deve ser visto com um problema a mais, pois a obesidade já é perigosa para a saúde.

- Acontece o que chamamos de comorbidades, ou seja, doenças que acompanham a obesidade, como hipertensão, doenças cardiovasculares, ortopédicas, dermatológicas, alguns tipos de câncer, entre outras. 
Nem sempre é fácil perceber que o obeso sofre deste problema, mas vale ficar atento se a pessoa não vê o próprio corpo como ele realmente é, se desconhece as próprias emoções, e se é sedentário, mesmo quando recebe recomendações médicas para fazer tudo ao contrário, ensina a psicóloga.

Vale salientar que o termo, não é reconhecido pelos médicos brasileiros e nem pela OMS (Organização Mundial de Saúde). 
A endocrinologista Leila Maria Batista Araújo, vice-presidente da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), por exemplo, disse que nunca havia ouvido falar do termo gordorexia, porém percebe que muitos pacientes seus que são obesos não encaram o problema.

- Tem muita gente que se trata contra a hipertensão, diabetes e acha que isso é tudo isolado, sem perceber que é por causa da obesidade.

A pessoa é considerada obesa quando tem o IMC (Índice de Massa Corpórea, que associa peso e altura) maior ou igual a 30.

Porém, esse problema tem tratamento!

Tratamento e prevenção
Por ser um distúrbio duplo, a gordorexia deve ser tratada por diferentes ângulos e especialidades médicas, segundo as médicas consultadas. Para a psicóloga Patrícia Spada, a equipe deve ser multidisciplinar.

- Só o médico ou só o psicanalista não darão conta do recado. Tem-se que contar, além destes, com nutrólogo e/ou nutricionista, educador físico e em alguns casos com psiquiatra. É importantíssimo tratar a família também, principalmente se for criança, o que não é incomum. 
Ou, antes de tudo, apostar na prevenção para evitar a obesidade. De acordo com a vice-presidente da Abeso, ela deve ser feita desde a infância, porque a obesidade está crescendo em todo o mundo.

- A prevenção começa na primeira infância quando não se deve alimentar demais a criança, nem deixá-la muito tempo sedentária, assistindo a televisão e deixando de fazer exercícios físicos, nem incentivar comer muitos doces, que elas adoram.
Essa é uma questão que deve ser vista primeiramente pelos pais!
A prevenção realmente começa na família, por isso, vamos ficar alertas quanto a esse problema ter cuidado com o que colocamos na mesa!! 
Fonte: R7, por Camila Neumam. 

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Quer turbinar a saúde? Consuma alimentos naturais!!!!!!!!!!!



Essa é uma dica para as pessoas que querem  manter o organismo funcionando corretamente por muitos e muitos anos! A nossa recomendação como  nutricionistas é tirar proveito dos alimentos naturais.
A melhor alternativa para prevenir doenças como osteoporose, problemas cardiovasculares, controlar a pressão arterial e até mesmo evitar o desenvolvimento de câncer é abastecer a despensa de casa com frutas, verduras, legumes, leite e grãos!

Veja abaixo alguns alimentos naturais e que fornecem nutrientes indispensáveis à sua saúde e de toda sua família:


CANOLA

Substâncias: Ômega 3
Benefícios: Auxilia na manutenção dos níveis saudáveis de triglicerídeos, controle dos níveis de pressão arterial e redução do risco de AVC (Acidente Vascular Cerebral).



PEIXES

Substâncias: Ômega 3
Benefícios: Auxilia na manutenção dos níveis saudáveis de triglicerídeos, controle dos níveis de pressão arterial e redução do risco de AVC (Acidente Vascular Cerebral). O Ministério da Saúde recomenda o consumo ao menos duas vezes por semana.


AMENDOIM, CASTANHAS E NOZES

Substâncias: Ômega 3
Benefícios: Controlam os níveis de triglicerídeos, diminuem doenças cardiovasculares e os níveis de pressão arterial, e previnem arritmias. Desde que a pessoa não tenha alergia a tais oleaginosas.


AVEIA

Substâncias: Betaglucana (fibra alimentar)
Benefícios: Reduz o colesterol, glicose e o risco de câncer de intestino. Ao aumentar o consumo de fibras, é aconselhável aumentar também a ingestão de líquidos.

TOMATE

Substâncias: Licopeno
Benefícios: Reduz o risco de câncer de próstata e é antioxidante, ou seja, diminui a ação dos radicais livres, que são moléculas que aceleram o envelhecimento das células.

Para que o licopeno seja ativado, é preciso que o tomate esteja em forma de mollho.

GOIABA E MELANCIA

Substâncias: Licopeno
Benefícios: Favorece a redução do risco de câncer de próstata e é antioxidante.





ESPINAFRE (HORTALIÇAS DE COLORAÇÃO VERDE ESCURA)

Substâncias: Luteína e zeaxantina
Benefícios: Tem ação antioxidante que protege da degeneração do cristalino (a lente do olho) e diminui o risco de desenvolvimento de várias doenças.



UVAS ESCURAS

Substâncias: Resveratrol
Benefícios: Auxilia na redução de risco de doenças coronarianas. Pode-se encontrar a substância também em sucos naturais e em vinhos tintos.








REPOLHO, COUVE, NABO, MOSTARDA, RABANETE, RÚCULA E AGRIÃO

Substâncias: Compostos nitrogenados e enxofre
Benefícios: Auxiliam na prevenção do câncer, desde que seu uso seja associado a bons hábitos de vida.


  
 
BRÓCOLIS


Substâncias: Flavonóides, isotiocianatos e indol
Benefícios: Tem efeito antioxidante, diminui os níveis de colesterol LDL (mau colesterol) e aumenta a atividade de enzimas que protegem contra o câncer.
 


COUVE


Substâncias: compostos nitrogenados, betacaroteno, enxofre, luteína e zeaxantina
Benefícios: Age contra o câncer, é antioxidante, diminui riscos de câncer e doenças cardiovasculares, protege da degeneração do cristalino.




FRUTAS CÍTRICAS

Substâncias: Flavonóides e limonóides
Benefícios: São antioxidantes, ajudam a diminuir os níveis do colesterol LDL (mau colesterol) e estimulam a produção de enzimas protetoras contra o câncer.




REPOLHO
Substâncias: Isotiocianatos e indol
Benefícios: Aumenta a atividade de enzimas protetoras contra câncer.




MORANGO E UVA

Substâncias: Catequinas
Benefícios: São antioxidantes e previnem certos tipos de câncer.




CHÁ VERDE E PRETO

Substâncias: Catequinas
Benefícios: São antioxidantes e previnem determinados tipos de câncer.


CENOURA, ABÓBORA, MAMÃO, MANGA, DAMASCO

Substâncias: Betacaroteno
Benefícios: São antioxidantes e diminuem os riscos de câncer e doenças cardiovasculares.


LINHAÇA

Substâncias: Ácidos graxos ômega 3 e 6, minerais, vitaminas e lignanas (compostos associados às fibras)
Benefícios: controla os níveis de triglicerídeos e colesterol, diminui inflamações e evita a formação de trombose. Os benefícios da linhaça se potencializam quando a semente é moída ou triturada. 


CHÁS VERDE, BRANCO E VERMELHO

Substâncias: Catequinas
Benefícios: São potentes antioxidantes, reduzem o risco de várias doenças, ajudam no retardo do envelhecimento e favorecem o funcionamento do sistema cardiovascular.



ABACATE

Substâncias: Gordura monoinsaturada, vitaminas E, A, A e do complexo B, como o folato.
Benefícios:Diminui os níveis de colesterol total e o LDL (mau colesterol), aumenta os níveis de HDL (bom colesterol), promove saúde dos dentes e gengivas, protege os tecidos do corpo da ação dos radicais livres e promove o desenvolvimento saudável de células e tecidos. 

 ALHO

Substância: Alicina (enzima formada quando o laho é esmagado ou triturado)
Benefícios: Previne resfriados, gripes e outras doenças infecciosas, reduz o colesterol e a pressão arterial, e atua na prevenção do câncer.
PIMENTA
Substâncias: Ômega 3, capsaicina, vitaminas A e C e bioflavonóides
Benefícios: É antioxidante, previne contra o câncer, e é antiocoagulante, prevenindo a formação de coágulos que podem causar ataques cardíacos e AVC.

MAÇÃ

Substâncias: Pectina (principal fibra dessa fruta), flavonóides e polifenóis
Benefícios: Antioxidante, ajuda a reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, o colesterol, e previne a prisão de ventre. Os benefícios são maiores quando a casca da fruta é ingerida.
-
Observação: Essas são apenas algumas das substâncias e dos benefícios que esses alimentos podem nos fornecer!
-
Bem, pesquisadores brasileiros dedicam-se a desvendar os segredos das frutas do país, encontradas na Amazônia, no cerrado e na mata atlântica, como a guabiroba, o araticum, o pequi e o araçá. Segundo, professora titular de Bioquímica de Alimentos da Unicamp, Glaucia Pastore, essas frutas têm muito a oferecer.
 Ela relata ainda que a maioria delas possui ação antioxidante, além de outras substâncias importantes, mas ainda precisamos descobrir em que doenças elas podem atuar. Temos uma idéia, mas tem que se investigar mais.
Glaucia acredita que essa é a tendência do futuro: aliar a alimentação diária com saúde.
Mas sabemos que esses alimentos sozinhos não garantirão total eficácia para a prevenção e recuperação da saúde. 
 -
Devemos lembrar que esses alimentos devem sempre estar associados a hábitos de vida saudável, juntamente com a prática de exercícios físicos regulares, ingestão de bastante líquidos e sem exagerar nos industrializados! Determinados alimentos "sozinhos" não fazem milagres, OK!!!!!







quarta-feira, 26 de maio de 2010

BENEFÍCIOS DO TOMATE CONTRA O CÂNCER DE PRÓSTATA


Quem não resiste a boa macarronada de domingo tem mais um motivo para comemorar: uma substância contida no tomate, o licopeno, responsável pela cor avermelha da fruta, está sendo apontada como uma das formas de prevenção ao câncer de próstata.

Em condições normais, a próstata não pesa mais do que 20 gramas e sua principal função é produzir parte do líquido seminal expulso com o esperma durante a ejaculação. Ela também desempenha papel importante no mecanismo que regula o fluxo urinário e protege essa região contra infecções.

A partir dos 50 anos de idade, a parte interna da glândula constuma crescer (hiperplasia prostática); porém, nem sempre isso representa a existência dp câncer.

Recentes estudos demonstram que o licopeno pode ser uam nova arma contra este tipo de câncer. Um estudo da Universidade de Harvard domonstrou que homens que ingerem 10 ou mais refeições por semana com alimentos ricos em licopeno, como salada de tomate, molhos de tomate, catchup, tem diminuido em 1/3 o risco de contrair câncer de próstata do que homens que se alimentam com menos de duas refeições por semana a base de tomates.

O licopeno funciona como um poderoso antioxidante, combatendo o excesso de radicais livres, que podem alterar a cadeia de DNA na célula e provocar a formação de substâncias cancerígenas.

O consumo de molho de tomate e não do tomate fresco aumenta a concentração sanguínea de licopeno; mais a substância não é só encontrada no tomate, mais também está presente em outras frutas como o morango e a melancia. A constatação de que a absorção de licopeno é maior quando o tomate sofre processamento térmico é explicada pelo simples fato de que a cocção quebra de forma mais eficiente as paredes celulares resistentes, fazendo com que o licopeno forne-se mais acessível, aumentando sua biodisponibilidade.

  • Como vimo, o molho de tomate é a melhor forma de biodisponibilidade do licopeno, a substância que pode diminuir o risco de cãncer. Para obter o molho faça o seguinte:
 - Cozinhe cerca de 6 tomates inteiros devidamente lavados
 - Bata-os a seguir no liquidificados, coe e está pronto para consumir.

OBS.: Consuma cerca de 1/2 xícara do molho todos os dias. Aproveite e eriqueça esse molho com ervilhas, soja, grão de bico, lentilhas, etc. 

Atenção: Quanto mais vermelho e maduro o tomate, maior é a quantidade de licopeno presente.


ABAIXO SEGUE UMA RECEITA

TOMATE RECHEADO COM LEGUMES

Ingredientes:
  • 4 tomates
  • Sal a gosto
  • 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
  • 10 ramos de salsinha picados
  • 2 xícaras (chá) de legumes variados
  • 5 colheres (sopa) de farinha de rosca
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
Modo de preparo:

Lave os tomates e seque-os com toalha de papel. Em seguida, corte a parte superior e retire a tampa. Com uma colher pequena, retire com cuidado a polpa e as sementes. Reserve. Em uma panela, aqueça o azeite de oliva (reserve 1 colher de sopa) junte a polpa e as sementes do tomate e refogue, mexendo de vez enquando, por 2 minutos. Adicione os legumes que foram cozidos e refogue, sem parar de mexer, por mais 5 minutos, ou até ficar macia, mai crocante.  Acrescente a farinha de rosca, a salsinha e o sal. Cozinhe, sem parar de mexer, por mais 2 minutos, ou até obter um refogado encorporado. Retire do fogo e deixe esfriar e deixe esfriar por 10 minutos. Com o azeite de oliva reservado, unta uma assadeira retangular de 18 cm x 28 cm. 
Recheie os tomates com o refogado e disponha-os na assadeira. Por último,  povilhe o queijo parmesão ralado e cubra a assadeira com papel alumínio. Leve ao forno em temperatura média por mais 10 minutos. Retire do forno, elimine o papel alumínio e deixe por mais 5 minutos, ou até o tomate assar. Retire do forno e sirva.

Rendimento: 4 unidades


Drº Amanda Turazzi
CRN 7877/P

terça-feira, 25 de maio de 2010

NUTRIÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA


O exercício físico somado à alimentação saudável são os segredos de uma vida longa e saudável.

A prática regular de atividade física traz muitos benefícios à saúde, entre eles, aumento do gasto energético, maior coordenação motora, melhora da capacidade cardiorrespiratória, diminuição do estresse e risco de doenças como, hipertensão, obesidade e diabetes. Entretanto, para uma vida saudável, é necessário aliar o exercício físico a uma dieta balanceada, contendo alimentos de todos os grupos e nas quantidades adequadas. 
 
A alimentação desempenha um papel importante na atividade física, pois prepara o organismo para o esforço, fornecendo os nutrientes necessários que irão variar de acordo com o tipo de exercício e o objetivo que se pretende alcançar como, por exemplo, perda de peso ou ganho de massa muscular. E o exercício vai auxiliar na boa utilização dos nutrientes pelo organismo.

Segue algumas dicas que irão lhe ajudar a manter o corpo saudável, melhorando a forma física através da boa alimentação.

    • Procure um exercício compatível com sua capacidade respiratória. O profissional de educação física poderá lhe orientar quanto à frequência e intensidade necessária;
    • Nunca pratique qualquer atividade física em jejum. Você estará correndo o risco de ter hipoglicemia (vertingem, suor frio, tontura, queda de pressão, desmaio, etc), além de piorar o seu rendimento se o objetivo for redução de peso, você só estará atrapalhando o processo de queima de gordura do organismo;
    •  Evite praticar exercícios após as refeições, pois prejudicará sua digestão;
    • Antes de praticar alguma atividade física consuma alimentos leves, como frutas, sucos, sanduíches naturais, vitaminas, barras de cereais;
    • Mantenha seu corpo hidratado, antes, durante e depois. A falta de líquidos leva a sinais de fadiga, que certamente irão prejudicar seu desempenho no esporte, a sede já é um sinal de que seu corpo está desidratado;
    • Não “pule” refeições, esta prática irá fazer com que seu corpo tente economizar mais energia durante o dia, para não ser prejudicado;
    • As fontes de proteínas ( carnes, ovos, leite, iorgute, queijos) devem estar presentes nas suas refeições. Elas ajudam a manter os músculos saudáveis. Cuidado com os suplementos a base de aminoácidos. Uma alimentação equilibrada supre todas as necessidades deste nutriente.
    • Consuma fontes de carboidratos ( arroz, batata, macarão, inhame), elas darão a energia suficiente para a prática de todas as atividades físicas do seu dia. Dê preferência aos alimentos mais naturais, como grãos e raízes;
    • Consuma pelo menos 3 porções de leite e seus derivados por dia. O cálcio presente nestes alimentos manterá a saúde dos ossos;
    • O consumo de verduras e frutas fornece a quantidade necessária de vitaminas e minerais. Varie sempre. Quanto mais colorido seu prato maior a chance de todas as vitaminas presentes; 
    • Evite o consumo de suplementos! O consumo excessivo pode trazer efeitos maléficos ao organismo como insuficiência renal e hepática.
Não use a falta de tempo como desculpa. Uma caminhada de 30 minutos por dia, ajuda na redução dos níveis de colesterol e glicose, diminue a pressão arterial e liberam endorfinas, substâncias que melhoram o humor, dando sensação de prazer e bem estar, sem falar que o exercício ajuda a aliviar a prisão de ventre.

Então mexa-se e bom exercício!!


Drª Amanda Turazzi
CRN  7877/P


* DICAS DE COMO NÃO SAIR DA DIETA!! *

 • Procure variar seu cardápio todo dia com frutas e verduras;

• Pratos mais bonitos são mais prazerosos de comer;

As primeiras semanas de dieta são mais difíceis, mas use os resultados, como estímulo para continuar a seguir seu objetivo;


• Não pule nenhuma refeição, pois na próxima você estará com mais fome, além disso pode deixar seu metabolismo lento, levando mais tempo para emagrecer;

• Folhas e legumes lavados e picados são práticos para quem precisa fazer suas refeições rapidamente;


• Beba bastante água, além de hidratar o organismo e eliminar as toxinas, a água reduz a sensação de fome;

• Tenha sempre na geladeira gelatina, é refrescante e sacia a vontade de comer doce, mas nunca substitua nenhuma refeição;




• Pratique uma atividade física junto com a dieta. Esta é uma das lições mais importantes para quem quer melhorar o bem-estar. Escolha atividades que lhe sejam prazerosas como: caminhada, passeios de bicicleta, danças e outros.



_____________________

RECEITA PRÁTICA DE SALADA...


Salada Tropical ( 100 Kcal)

Ingredientes

03 folhas de acelga
01 tomate médio sem sementes
1/2 Pimentão
01 cenoura pequena
01 colher (sopa) de uva passa
01 colher (sobremesa) de milho verde
03 talos de coentro
01 limão grande
Sal e azeite a gosto

Modo de Preparo:

Corte a acelga em tirinhas, rale a cenoura em filetes, corte o tomate e pimentão em filetes. Junte todos os ingredientes, coloque o coentro por cima e tempere com sal, limão e azeite. Sirva em seguida!!